Share |

BE considera programa de S. João melhor mas lamenta algumas divergências

José Ribeiro, António Lima e Luís Coelho

A concelhia de Braga do Bloco de Esquerda, realizou ontem uma conferência de imprensa, destinada afazer um balanço, na sua perspectiva, das Festas de S. João de Braga, deste ano.

Destacando as melhorias apresentadas, a mesa que integrou António Lima, José Ribeiro e Luís Coelho, apontou também algumas situações que estiveram menos bem e que precisam serem revistas.

Na oportunidade, José Ribeiro considerou que «as festas parecem ter um novo ciclo. esteve melhor, apresentou-se mais rico na recuperação de algumas tradições, e nós somos defensores dessas tradições, mostrou um programa musical mais variado, com a presença, que se saúda, de estudantes da Universidade do Minho com as suas tunas.

Na componente desportiva entendemos que a Corrida de S. João esteve bem melhor, com maior participação e mais qualidade dos atletas convidados.

De saudar também o reaparecimento das cascatas de S. João, mesmo mudando de sítio.

Uma referência ainda para a maior abrangência de grupos e pessoas a participar, e esperemos que no futuro isso se repita.

Entendemos que, tendo existido algumas falhas, que se compreendem, entendemos que as Festas, este ano, estiveram melhor». A terminar a sua intervenção José Ribeiro, considerou que «não estava em causa o presidente das Festas mas é necessário que perceba as críticas».

Por ser lado António Lima considerou que «a organização tem muitas coisas para corrigir. Apontamos, desde logo, o facto de não terem existido feirantes na parte de cima da Avenida da Liberdade, que acabou por criar um vazio de que os espetáculos musicais se ressentiram».

Lamentou ainda a forma como foi feita a corrida do porco preto, entendendo que «devia ter sido encenada, sem colocar o animal na rua».
Referiu, igualmente que «esteve mal a localização das tendas no local da Missa Campal, como alertou D. Jorge Ortiga».