Share |

Bloco congratula-se com a decisão judicial face ao diferendo RUM / Antena Minho

Não calam a Rádio Universitária do Minho
Foto: RUM

A Coordenadora Concelhia de Braga do Bloco de Esquerda congratula-se com a decisão do Supremo Tribunal de Justiça que deu razão à Rádio Universitária do Minho (RUM) no diferendo que esta mantinha com a rádio Antena Minho numa questão relativa à partilha de propriedade do equipamento.

Na sequência do diferendo que opôs a RUM e a Rádio Antena Minho, o Grupo Municipal do Bloco de Esquerda levou no mês de Março do ano transacto uma recomendação à Assembleia Municipal de Braga que foi chumbada pela maioria socialista. Esta recomendação alertava, entre outros, para o facto de a Câmara Municipal de Braga poder contribuir para a resolução do problema entre as duas entidades mas, infelizmente, tal nunca aconteceu, nem mesmo tendo o então vereador socialista Vítor Sousa informação privilegiada sobre o diferendo entre as duas rádios.

O Bloco de Esquerda recorda que foi a única força política com assento municipal a alertar o executivo da altura para uma matéria que colocou em causa a liberdade de expressão de um meio de comunicação social. Apesar disso a RUM esteve silenciada durante meses, tendo sido colocado em causa a importância que esta desempenha no panorama da comunicação social em Braga.

O Bloco de Esquerda espera que, seja por que motivos forem, nenhum órgão de comunicação regional volte a ser silenciado e que a RUM continue a ser um espaço pluralista e de liberdade, ampliando a voz da academia, da juventude e da cidade.