Share |

Braga: Bloco denuncia retirada de cartazes

Cartazes do Bloco de Esquerda de Braga denunciam a concessão a privados do estacionamento pago na cidade, bem como o alargamento das zonas de cobrança. O presidente da Câmara, Mesquita Machado, não gostou e mandou retirá-los. A Coordenadora Concelhia de Braga do Bloco repudiou de forma veemente a decisão da câmara que, no seu entender, “revela, uma vez mais, a forma anti-democrática com que lida com a crítica e o despudor ditatorial com que viola a lei para silenciar vozes discordantes”.

O Bloco de Esquerda considera ainda inaceitável que os Bombeiros Sapadores de Braga tenham sido colocados “ao serviço dos desmandos ditatoriais do engenheiro Mesquita Machado, numa clara violação daquilo que é a sua missão. A não ser que Mesquita Machado considere que os cartazes do Bloco de Esquerda são uma ameaça à segurança dos cidadãos!”, diz o comunicado.

Para o Bloco de Esquerda, é Mesquita Machado que é uma ameaça, mas à democracia e à liberdade em Braga. A coordenadora vai assim apresentar queixa às entidades competentes pela forma como foram violados princípios constitucionais elementares.

O Bloco manifesta ainda a sua solidariedade aos Bombeiros Sapadores de Braga, também eles “vítimas da instrumentalização, do abuso de autoridade e do desrespeito pelas suas funções, precisamente por quem tinha a obrigação de as respeitar”.

Os bloquistas reafirmam que não vão desistir de “continuar a comunicar com a população bracarense na denúncia desta e de outras negociatas, apesar da Câmara de Braga ter ressuscitado a censura.”