Share |

Bloco questiona Governo sobre longos períodos de espera na urgência pediátrica do Hospital de Braga

Foto de Hugo Delgado/LUSA

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre os longos períodos de espera na urgência pediátrica do Hospital de Braga. Em causa estão as reclamações dos utentes que denunciaram esperas de oito horas no dia 26 de janeiro.

No documento entregue na Assembleia da República, os deputados José Maria Cardoso e Alexandra Vieira referem que, nesse domingo, "a urgência pediátrica do Hospital registou diversas reclamações de utentes que referiram estar há demasiado tempo à espera de consulta; foram relatados tempos de espera que ascendiam a oito horas".

"O Bloco de Esquerda pretende aferir o que se passou no domingo, dia 26 de janeiro, do ponto de vista assistencial, bem como conhecer medidas que possam estar a ser implementadas para garantir que tal não volta a suceder", afirmam os deputados.

Os bloquistas querem, por isso, que o Ministério da Saúde esclareça o que sucedeu na urgência pediátrica do Hospital de Braga no domingo, dia 26 de janeiro; quantos médicos/as e enfermeiros/as estavam a exercer funções na urgência pediátrica do Hospital de Braga no dia 26 de janeiro; quantos profissionais são necessários para o normal funcionamento da urgência pediátrica do Hospital de Braga; e que medidas vai o Hospital de Braga implementar para assegurar que tais situações não voltam a ocorrer.

Recorde-se que o Hospital de Braga serve, atualmente, uma área direta de 274.769 utentes. Sendo um Hospital Central, abrange, globalmente, uma área de mais de um milhão de habitantes como referência de primeira linha para algumas das especialidades médicas e referência de segunda linha nas restantes. Esta unidade hospitalar possui urgência geral, obstétrica e pediátrica. 

AnexoTamanho
Pegunta MS Tempo de Espera Hospital de Braga143.22 KB