Share |

Atrasos inaceitáveis em consultas de dezasseis especialidades no Hospital de Braga

Foto de Hugo Delgado/Lusa

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda, através dos deputados Pedro Soares, Moisés Ferreira e Jorge Falcato, questionou o Ministério da Saúde sobre os atrasos inaceitáveis em dezasseis especialidades do Hospital de Braga. 

A consagração na lei de tempo máximos de resposta garantidos é uma medida fundamental para a concretização dos direitos dos utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS), sendo uma conquista pela qual o Bloco lutou intensamente. A Portaria n.º 153/2017, de 4 de maio estabelece em 120 dias (quatro meses) o tempo máximo de resposta para uma consulta de especialidade hospitalar.

Uma consulta ao site dos tempos médios de espera permite constatar que o Hospital de Braga está em incumprimento com o disposto na lei em dezasseis especialidades. De facto, a marcação de uma consulta de genética médica demora três anos (1075 dias), enquanto uma consulta de angiologia, cirurgia maxilofacial, dermato-venerologia, endocrinologia ou reumatologia demora cerca de um ano. Para uma consulta de estomatologia, imunoalergologia, ortopedia ou otorrinolaringologia ou pneumologia os utentes terão que aguardar sete meses.