Share |

Assembleia de Freguesia de S. Vitor aprova moção do BE em defesa da Fábrica Confiança

A Assembleia de Freguesia de S. Vitor votou unanimemente a moção do Bloco de Esquerda “Defesa da Fábrica Confiança como património municipal para fins culturais”.

No documento apesentado pela representante do Bloco de Esquerda, Catarina Afonso, pode ler-se que “a Perfumaria e Saboaria Confiança, fundada em 1894, marcou de forma incontornável a vida de milhares de famílias ao longo dos anos de funcionamento”.

Para o Bloco de Esquerda, a Fábrica Cofiança “foi, e é, emblema da indústria bracarense e o seu edifício é hoje o único símbolo arquitectónico industrial em plena zona urbana.

No entender do BE, “é também símbolo da memória do trabalho, da história do design e da própria história da cidade”, pelo que “faz parte do imaginário dos Bracarenses e “marca” de forma muito especial os habitantes da freguesia de S. Víctor”.

Assim, tendo em conta que “o edifício foi adquirido em 2013 pela Câmara Municipal de Braga”, encontrando-se “ao abandono”, não havendo “um plano concreto para a sua dinamização como espaço público de fins culturais”, a Assembleia de Freguesia decidiu “mandatar o Presidente da Junta de S. Victor para interceder junto da Câmara Municipal de Braga no sentido de defender a manutenção do edifício da Fábrica Confiança como património municipal com utilização para a qual foi adquirido”.