Share |

BE questiona governo sobre condições na Escola Básica 2/3 Frei Caetano Brandão

Concentração dos estudantes das escolas de Braga em frente à Câmara Municipal, para exigir um ensino público de qualidade.

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda teve conhecimento da situação preocupante na Escola Básica 2/3 Frei Caetano Brandão. “Chove nas salas de aula, não existem condições mínimas de conforto, a maioria das portas das casa-de-banho está partida, as salas de dança apenas têm um balneário e sem chuveiros, o material informático está obsoleto, a internet nem sempre funciona, o aquecimento só é ligado de manhã e o campo de jogos está com problemas graves de danificação”, refere o Bloco de Esquerda.

Para o Bloco de Esquerda, “uma das dimensões do serviço público para uma formação integral de cidadãos é, seguramente, as condições físicas da escola que não podem deixar de estar associadas ao desempenho de alunos/as, professores/as e funcionários/as, bem como às próprias condições pedagógicas”.

Por isso, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda questionou o Governo, através do Ministério da Educação, sobre as condições da escola e quer saber para quando vai o Ministério da Educação realizar as obras necessárias para a reposição de condições regulares de utilização da escola e que tipo de intervenção está a ser programada.

A Escola Básica 2/3 Frei Caetano Brandão, em Braga, encontra-se integrada no Agrupamento de Escolas de Maximinos. Ontem, quarta-feira, dia 21 de Março, mais de 200 alunos/as manifestaram-se à porta daquele estabelecimento de ensino para protestar pela degradação das instalações e reivindicar melhores condições para a escola, sendo evidente o maus estar que o prolongamento das condições degradadas das instalações está a provocar na comunidade escolar.

 

AnexoTamanho
pergunta_be_escola_basica_frei_caetano_brandao.pdf2.23 MB