Share |

Capital Europeia não deixa nada para a Juventude

A CEJ não conseguiu ser um evento nacional, foi dirigida de forma amadora por membros da JS, não conseguiu articular-se com a Capital da Cultura, não deixou nenhuma marca em termos de políticas públicas direcionada para os jovens, teve uma péssima divulgação e presença nos orgãos de comnunicação social, e nem sequer foi capaz de impulsionar a instalação do Conselho Municipal de Juventude.

Estas foram algumas das críticas deixadas pela Coordenadora concelhia de Braga do Bloco de Esquerda, num conferência de Imprensa, onde foi feito o balanço de uma iniciativa que não teve organizadores à altura, e que se revelou uma enorme "oportunidade perdida".